Top Ad unit 728 × 90

AULA DE GRAMÁTICA 9º ANO.

9º ano gramática – português
9ºano. Português. Gramática
Classe e subclasse de palavras;
Coordenação;
Subordinação;
Funções sintácticas.
aula de portugues gramatica
Classe e subclasse de palavras 
1. Nome:

Próprio 
Exemplo: João ; Douro; Silva; Braga…

Comum 
Coletivo Contável Matilha; equipa…
Não contável Gente; flora…

Contável Porta (duas portas); flor – ( três flores); homem – (quatro homens)…
Não contável Sal (*dois sales*) ; lindo (*três lindos)*; areia (*quatro areias*)
aula de portugues gramatica
Classe e subclasse de palavras 
2. Advérbio 

Qualificativo
Atribui uma qualidade ao nome.
Exemplo: O teu gato é meigo.
Também podem variar de grau :
O teu gato é meiguíssimo.

Numeral 
Indica a ordem ou sucessão. 
Exemplo: Fiquei em terceiro, na corrida.

Realcional  
Auxilia o nome e coloca-se depois do nome. 
Exemplo: Estamos a prender notas musicais.
aula de portugues gramatica
Classe e subclasse de palavras
3. Verbo 

Verbo principal 
Transito direto 
Exige um complemento direto: Ele ganhou o jogo.

Transitivo indireto 
Exige um complemento indireto ou um complemento oblíquo: Ele ralhou ao irmão /ele simpatiza com a Ana.

Transitivo direto e indireto 
Exige dois complementos – direto e indireto: Ele guardou o dinheiro no bolso.

Transitivo – predicativo  
Exige um complemento direto e um predicativo do complemento direto: Ele considera a Teresa inteligente.

Intransitivo 
Não exige complementos: Ele espirrou.

Verbo auxiliar
Dos tempos compostos  
Verbo ter e haver: ele tinha telefonado aos pais.

Da passiva
Verbo ser, usado para formar frases passivas: Ele é procurado pela policia.

Temporal
Verbos ir e haver (de): Ele vai participar no concerto.

Verbo copulativo
Ser, estar, ficar, permanecer, continuar, tornar-se, revelar-se.

Quadro retirado do livro “Diálogos” 9ºano, porto editora.
aula de portugues gramatica
Classe e subclasse de palavras
4. Adverbio 

Negação
Não. A teresa não esperou por nós.

Afirmação 
Sim, certamente, efetivamente, realmente, decerto… Sim, a minha decisão está tomada!

Quantidade e grau
Muito, pouco, tanto, mais, menos, bastante, demais, demasiado… Ele é um rapaz bastante trabalhador.

Inclusão 
Até, mesmo, também, inclusive… Fiquei sozinho, pois todos me abandonaram, mesmo tu!

Exclusão 
Só, somente, salvo, exceto, apenas, unicamente, senão… Todos se levantaram cedo, exceto a Isabel.

Interrogativo 
Onde, quando, porquê, como… Como vais á festa?

Quadro retirado do livro “Diálogos” 9ºano, porto editora.
aula de portugues gramatica
Predicado 
O advérbio de predicado pode introduzir uma ideia de:

tempo: agora, ainda, amanhã, antes, cedo, depois, então, hoje, já, jamais. Logo, nunca, ontem, outrora, sempre, tarde…
lugar (ou locativo): abaixo, acima, adiante, aí, além, ali, aqui, aquém, atrás, cá, defronte, dentro, detrás, fora, longe, perto…
modo: assim, bem, debalde, depressa, devagar, mal, melhor, pior e muitos dos advérbio terminados em –mente.

Frase 
O adverbio de frase modifica toda a frase, desempenando a função de modificador de frase.

Certamente, efetivamente, naturalmente, seguramente, realmente, talvez, acaso, porventura, possivelmente, provavelmente, felizmente, infelizmente, francamente, obviamente, evidentemente…

Conectivo 
Como o próprio nome indica (conectar = unir, relacionar), tem a função de ligar frases.

Porém, todavia, contudo, assim, contrariamente, consequentemente, portanto, depois, especificamente, finalmente, nomeadamente, designadamente, primeiramente, seguidamente, primeiro, segundo.
Exemplo:
1. O tó não respeita ninguém, portanto, muitos colegas se afastam dele.
2. Ele sofreu grandes pressões, todavia, não cedeu.
3. Primeiro, levanto-me, depois arranjo-me, finalmente, arrumo o quarto.

Quadro retirado do livro “Diálogos” 9ºano, porto editora.
aula de portugues gramatica
Classe e subclasse de palavras 
5. Pronome – Substituem o nome.

Demonstrativos
Variáveis: Este, esta, estes, estas /esse, essa; esses, essas /aquele, aquela, aqueles, aquelas / o outro, a outra, os outros, as outras,/ o mesmo, a mesma, os mesmo, as mesmas / o tal, a tal, os tias, as tais

Invariáveis: Isto, isso, aquilo, tal, o*
*ocorre sempre á esquerda ou á direita do verbo.
EX:
Ele disse-o. /Ele disse isto.

Possessivos 
Meu, minha, meus, minhas /, teu, tua, teus, tuas /, seu, sua, seus, suas/ , nosso, nossa, nossos, nossas / vosso, vossa, vossos, vossas/

Indefinidos 
Variáveis: Todo, toda, todos, todas / algum, algumas, alguns, algumas/ nenhum, nenhuma, nenhuns, nenhumas / muito, muita, muitos, muitas/ pouco, pouca, poucos, poucas / outro, outra, outros, outras/ tanto, tanta, tantos, tantas / vários, várias / qualquer, quaisquer.

Invariáveis: Alguém, ninguém, nada, tudo, outrem, algo

Relativos 
Variáveis: O qual, a qual, os quais, as quais

Invariáveis: Que, quem

Quadro retirado do livro “Diálogos” 9ºano, porto editora.
aula de portugues gramatica
Classe e subclasse de palavras
6. Determinantes 

Artigo 
Definido: o, a, os, as
Indefinido: um, uma, uns, umas

Possessivo
Meu, minha, meus, minhas /, teu, tua, teus, tuas /, seu, sua, seus, suas/ , nosso, nossa, nossos, nossas / vosso, vossa, vossos, vossas/

Demostrativo 
Este, esta, estes, estas /esse, essa; esses, essas /aquele, aquela, aqueles, aquelas / o outro, a outra, os outros, as outras,/ o mesmo, a mesma, os mesmo, as mesmas / o tal, a tal, os tias, as tais

Interrogativo 
Qual?, quais?, que?

Indefinido
Certo, certa, certos, certas / outro, outra, outros, outras

Relativo
Cujo, cuja, cujos, cujas

Quadro retirado do livro “Diálogos” 9ºano, porto editora.
aula de portugues gramatica
Classe e subclasse de palavras
7. Preposição 

Preposição simples 
A Ante Após até Com contra De Desde Em Entre Para perante Por Segundo Sem Sob Sobre Trás

Preposição composta 
a + o- ao
a+a–á
A+ aquele – àquele
De + o – do
De+ um – dum
De + isso - disso
De + este – deste
De + outro – doutro
De + ele –dele
Em +o – no
Em+ um – num
Em+ este - neste
Em+ isto – nisto
Em + isso – nisso
Em + outro –noutro
Em + ele – nele
Por + a – pela
Por + o - pelo

Locuções propositivas 
Através de De acordo com Acima de Á frente de Ao pé de Junto a Debaixo de Perto de Depois de Em lugar de Para baixo de Para cima de Além de Por cause de Por entre

Quadro retirado do livro “Diálogos” 9ºano, porto editora.
aula de portugues gramatica
Classe e subclasse de palavras
8. Conjunção 

Conjunções e locuções coordenativas 
Copulativas
E, nem, nem…nem, não só… mas também

Adversativas 
Mas

Disjuntivas 
Ou, ou…ou, ora…ora, quer…quer, seja…seja

Conclusivas
Logo

Explicativas 
pois

Quadro retirado do livro “Diálogos” 9º ano, porto editora.
aula de portugues gramatica
Classe e subclasse de palavras
8. Conjunção 

Conjunções e locuções subordinativas
Temporais 
Quando, enquanto, apenas, mal, agora que, desde que, antes que, assim que, logo que, depois que, até que, sempre que, todas as vezes que, cada vez que, antes de, depois de

Causais 
Porque, como, que, visto, dado, pois que, uma vez que, visto que, já que, dado que

Finais 
Que, para, para que, a fim de que, de modo que, de maneira que

Condicionais
Se, caso, salvo se, exceto se, contanto que, a não ser que, amenos que, desde que

Comparativas 
Como, assim como, bem como, como se, mais/menos … do que, tão/tanto...como

Consecutivas 
Que, de tal modo/tão/tanto/ de tal maneira…que

Concessivas 
Embora, conquanto, ainda que, se bem que, mesmo que, mesmo se, nem que, posto que, apesar de, não obstante

Complectivas  
 Que, se, para

Quadro retirado do livro “Diálogos” 9ºano, porto editora.
aula de portugues gramatica
Coordenação 
Oração coordenada copulativa 
Adiciona uma informação 
Ela correu e bebeu um batido.

Oração coordenada adversativa 
Introduz uma ideia de contraste 
Está frio mas não levo casaco.

Oração coordenada disjuntiva 
Exprime uma ideia de alternativa 
Vou á praia ou á piscina? 

Oração coordenada conclusiva 
Exprime o resultado/ a consequência 
Ele estou para o teste logo tirou boa nota.

Oração coordenada explicativa 
Apresenta uma justificação / explicação  
Ele aborreceu-se porque o filme era chato.

Parte deste quadro retirado do livro “Diálogos” 9ºano, porto editora.
aula de portugues gramatica
Subordinação adverbial 
Temporal 
Estabelece uma relação de tempo 
Vou para casa quando acabar o treino.
Mal chegue o correio, avisa-me.

Causal 
Exprime a causa, o motivo 
Não há aulas, visto que é feriado.
Porque não havia provas, ele foi libertado

Final 
Indica a finalidade
Levanta-te para que ele te veja.
A fim de que nada falhe, verifica tudo.

Condicional 
Exprime a hipótese ou a condição 
Ajudar-te-ei, caso ganhe a lotaria.
Se puderes, almoça comigo.

Comparativa 
Estabelece uma comparação 
Ele canta tão bem como toca viola.
O Pedro é mais falador do que tu.

Concessiva
Exprime uma ideia de contraste
Fiquei calado, embora soubesse a resposta. / Se bem que não mereças, vai.

Consecutiva 
Exprime uma relação de consequência
A Ana gritou tanto que ficou rouca.
Ele falou tão bem que todos o aplaudiram.

Quadro retirado do livro “Diálogos” 9ºano, porto editora.
aula de portugues gramatica
Subordinação substantiva e adjectiva 
Substantiva completiva 
Desempenha a função de complemento direto. 
Ele desejava que a avó vivesse perto dele.

Substantiva relativa
É introduzida por uma palavra relativa. Desempenha o sujeito.
Quem chegar atrasado não entra na sala.
O que faz mal á saúde deve ser evitado.

Adjetiva relativa restritiva 
Exerce a função de modificador restritivo do nome. Não se utiliza virgula.
Ele viu o filme que estreou ontem.
O livro que a Ana leu é muito divertido.

Adjetiva relativa explicativa
Exerce a função de modificador apositivo do nome. Utiliza-se a virgula. 
Visitei a minha irmã, que vive no Douro.
O Zé, que é atleta, alimenta-se bem.

Quadro retirado do livro “Diálogos” 9ºano, porto editora.
aula de portugues gramatica
Funções sintáticas
Nome:

Simples 
Constituído por um único grupo nominal
Ex: O Simão venceu o torneio.
Ele ganhou uma medalha de ouro.

Composto 
Constituído por mais de um grupo nominal
Ex: O Carlos e mãe foram á pesca. Ele e ela divertiram-se.

Nulo
Subentendido
Não está expresso na frase , mas pode ser recuperado.
Ex: (-) Chegaste muito cedo! (Tu)

Indeterminado 
Não está expresso na frase nem é possível identificá-lo.
Ex: (-) Denunciaram o agressor (Alguém?)

Explicativo
Não existe sujeito. Utiliza-se nos fenómenos da natureza e com o verbo “haver”.
Ex: (-)Choveu muito. / (-) Havia um zoo.

Quadro retirado do livro “Diálogos” 9ºano, porto editora.
aula de portugues gramatica
Funções sintáticas 
Predicado:
é reconhecido na frase, excluindo o sujeito.
Exemplos:
O Rui telefonou ao Pedro pelo telefone da avó.
O futebol e o voleibol são dois desportos.
Ele queria sair com a Joana, sexta-feira, depois das aulas.
aula de portugues gramatica
Funções sintáticas 
Vocativo
é uma palavra ou expressão para quem se refere.
Exemplo:
Maria, anda jantar!
Bobi, vem ao dono.
aula de portugues gramatica
Funções sintáticas
Modificador
não é necessário á frase.

De frase 
Estes constituintes modificam toda a frase e normalmente é a opinião do autor. Exemplo:
Infelizmente, choveu.
Não irei ao cinema, provavelmente.

Do grupo verbal (do verbo) 
Estes constituintes apenas modificam o verbo. Exemplos:
Estava uma exposição, na avenida.
Ele cantou lindamente.
Todos rezaram porque ela estava muito doente.

Do nome 
Modificam o nome

Restritivo
Estes constituintes restringe o nome, não podendo separar por uma virgula. Exemplo:
Fomos ver um filme de amor / interessante.

Apositivo 
Estes constituintes acrescentam algo ao nome, surgindo entre virgulas. Exemplo:
O Pedro, o jardineiro, não trabalhou.
aula de portugues gramatica
Funções sintáticas
Complementos 

Direto 
Este complemento é substituível por –o/-a e pergunta-se ao verbo “O quê?”
Exemplo:
A Ana comeu uma bolacha.

Indireto
Este complemento é substituível por –lhe/-lhes e pergunta-se ao verbo “A quem?”
Exemplo:
A Maria deu uma carta ao Pedro.

Oblíquo 
Este complemento não é substituível e é importante á frase.
Exemplo:
Eu vou á mercearia.

Agente da passiva 
Este complemento é antecipado pela preposição por.
Exemplo:
Aquela maçã foi comprada no supermercado pela minha mãe.
aula de portugues gramatica
Funções sintáticas
Predicativo 

Predicativo do sujeito 
É usada nas frases com verbos copulativos (ser, estar, permanecer, continuar, tornar-se, revelar-se) , a seguir deste verbo.
Exemplo: Ela é simpática.
O Rui continuou a discutir.
Ele revelou-se uma pessoa agradável.

Predicativo do complemento direto
É usada nas frases com verbos transitivos predicativos (considerou, julgou, elegeu, achar…) Exemplo: Eles elegeram-no como presidente.
A Fátima acha o Rui mal-educado.
aula de portugues gramatica
AULA DE GRAMÁTICA PORTUGUES 9ANO: SLIDESHARE Mariana Monteiro.
AULA DE GRAMÁTICA 9º ANO. Reviewed by Educação on 17:28:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

All Rights Reserved by Atividades de Português © 2014 - 2015
Powered by Blogger

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.